Atualizado: Mar 23

Tenho pensado em qual poderia ser minha contribuição neste momento tão delicado de nossas vidas.


Como possuo facilidade para a escrita — e, cada vez mais, vejo que a escolha da minha profissão não deve ter sido “por acaso”, como nada na vida é — senti o chamado de compartilhar com vocês as minhas observações e reflexões sobre tudo o que está acontecendo e para que estamos sendo “desafiad@s”.


Se eu pudesse resumir, eu diria que ouço claramente a voz da Criação nos dizendo: “Voltem para casa! Voltem para casa, filh@s!”.


A casa física/externa e, principalmente, a casa interna!


Estávamos tomando rumos muito prejudiciais e insustentáveis à nossa existência (individual e coletiva).


Distraídos pelas ilusões do mundo material e pressionados a funcionar como máquinas, andávamos desconectados de nós mesmos, de quem amamos, de quem precisa da gente. Estávamos desconectados das nossas naturezas interna e externa. Estávamos cada vez mais fora do que dentro!


E foi então que a Criação, por nos amarmos incondicionalmente, resolveu nos dar (mais) uma CHANCE, (mais) uma OPORTUNIDADE!


Ameaçados por um coronavírus estritamente relacionado aos seres humanos — até este momento, não há evidência de que plantas e animais possam contrair ou transmitir a doença —, estamos obrigados a nos RECOLHER, a nos AQUIETAR, a nos ESCUTAR, a nos ENXERGAR, a nos ENTENDER, a nos CUIDAR, a nos REINVENTAR...


Estamos tendo a oportunidade de AUTO-CONEXÃO e AUTOCONHECIMENTO para (re)aprendermos a SER (humanos)!


Sem podermos sair de casa, temos mais tempo (que se tornava cada dia mais insuficiente, lembram-se?!) e a chance de enxergarmos — com olhos de VER! — noss@s filh@s, nossas famílias... aqueles que há muito clamavam pela nossa atenção e o nosso cuidado.


Ganhamos a chance de com-viver!


Ganhamos a chance de estarmos PRESENTES, de vivermos com INTEIREZA. Ganhamos a chance de praticarmos mais e mais o que sustenta nossas famílias, o nosso planeta: RESILIÊNCIA, EMPATIA, COMPAIXÃO, FLEXIBILIDADE, PAZciência, AMOR!


Confinados à nossa família, fica ainda mais cristalina para mim a voz da Criação nos dizendo: “Conheçam-se! Amparem-se! Cuidem-se! Compartilhem! Contribuam! Valorizem-se! Amem-se, de fato!”.



Voltamos à nossa raiz, ao núcleo, ao SENTIDO da nossa existência! Afinal, estamos aqui para quê, se não é para SERVIRMOS, para cuidarmos uns dos outros, para vivemos com amor? É por isso que vivemos em sociedade... não fosse este o sentido, seríamos “pequenos príncipes” vivendo, cada um, em seu mundinho.


Mas, vivemos no mesmo planeta. Onde, apesar de tantas diferenças culturais, geográficas e econômicas, este vírus torna ainda mais evidente que somos igualmente vulneráveis, igualmente frágeis, igualmente IGUAIS! Com muito menos controle da vida do que um dia chegamos a pensar que tínhamos.


Somos TODOS PARTE DO UNO — células de um mesmo organismo chamado Terra!


E assim como o nosso próprio organismo — em que cada célula tem sua responsabilidade, sua importância e dá a sua contribuição para que o corpo possa funcionar bem — estamos sendo CONVOCADOS a dar nossa melhor contribuição à humanidade! A entendermos que o nosso planeta, a nossa civilização, sucumbe com EGOísmo, EGOcentrismo e a insanidade do materialismo, que corroem as naturezas interna e externa. Que corroem a nossa existência!


Geograficamente limitados, voltamos a perceber o limite do outro. Voltamos a entender que é preciso respeitar as fronteiras pessoais.


Também estamos sendo lembrados que podemos viver com SIMPLICIDADE e CRIATIVIDADE. Viver com o que é necessário, com o que realmente faz sentido e é sustentável!


Estamos tendo a oportunidade de APRECIAR nosso lar: brincar de esconde-esconde, cozinhar junt@s, relembrar histórias de família, olhar olho-no-olho, fazer coceguinhas amorosas, dar e receber colo, perdoar, jogar dominó, desenhar e pintar, balançar na rede, sentarmos junt@s à mesa, tomar banho de chuva, sentir o calor do sol...


Estamos sendo ALERTADOS que a vida é real e que o virtual precisa ser equilibrado, utilizado como ferramenta para o bem. Estamos tendo a oportunidade de ser(mos) vivos! De percebermos que AS MELHORES COISAS DA VIDA NÃO SÃO COISAS!


Estamos tendo a oportunidade de exercitar a CALMA; viver o AQUI E AGORA, UM DIA APÓS O OUTRO; OUVIR a voz sábia e preciosa do silêncio; MEDITAR sobre quem verdadeiramente SOMOS. Encarar nossas sombras, nossas dificuldades, nossas limitações... (re)conhecermos... para, então, EVOLUIRMOS!


Será que estamos sendo desafiados ou PRESENTEADOS com tantas oportunidades?!


A vida é ESCOLA, é IMPERMANÊNCIA e está em constante movimento, convidando-nos a fluir com ela!


Tudo passa. O que é bom passa! E o que é ruim passa também!


Respiremos! Enxerguemos! Permitamos a AÇÃO da vida! Acolhamos as LIÇÕES e os aprendizados! Caminhemos!


E quando a “normalidade” for restabelecida, que a GENTE tenha aprendido a viver de forma compatível com a nossa natureza, com as nossas reais capacidades (humanas)... sem nos desconfigurarmos e nos perdermos novamente!


Encerro esta contribuição com um trecho do prefácio escrito pelo antropólogo, cientista social e psicólogo Roberto Crema ao livro O Corpo e seus Símbolos, de Jean-Yves Leloup: “Na tumba do conhecido, padecemos; já não renascemos mais para a externa novidade do mundo”.


Saúde, serenidade, amor e paz!

Atualizado: Fev 10



Sua intuição está te pedindo um carnaval diferente este ano? Siga o seu coração!


O Coletivo Amor Incondicional — grupo formado por terapeutas integrativos de Brasília — tem uma proposta super interessante: o Carnaval da Luz.


“Leve e espiritual durante o dia e musical e festivo à noite”, explica Leonides Dreveck, organizador da “folia” holística que, este ano, retorna para a conhecida Universidade Internacional da Paz (Unipaz/DF), no Park Way, em Brasília.



Durante os quatro dias de carnaval, os participantes poderão participar de 13 diferentes vivências terapêuticas, além de meditação. Biodanza, Yoga, Constelação Familiar, Thetahealing, Comunicação Não-Violenta (CNV), Oficina de Aromaterapia, Astrologia, Barras de Access e Conexões Humanas estão entre as terapias oferecidas, conduzidas por profissionais de Brasília e Alto Paraíso (Chapada dos Veadeiros).


“À noite, teremos apresentações musicais, dança do ventre, roda de fogueira, dança cigana e muita alegria!”, destaca Dreveck.


POSSIBILIDADES — Este será o terceiro Carnaval da Luz. O pacote para todos os quatro dias do feriado inclui as vivências, alimentação (ovo-lacto-vegetariana), hospedagem, banhos de cachoeira e lazer nas estruturas da Unipaz. “Nesta edição, teremos também a opção de não pernoite para quem quiser participar das vivências e da programação noturna sem ter que dormir no retiro”, observa o organizador.

Há descontos para casais e também para voluntários cadastrados no Porte — Portal de Troca de Energia, uma plataforma de incentivo à solidariedade baseada na retribuição de horas de voluntariado e doações.


Os valores do pacote completo do Carnaval da Luz variam de R$ 790 a R$ 1.580 e podem ser parcelados.



TRANSFORMADOR — O eLeve-se participou de três retiros promovidos pelo Coletivo Amor Incondicional: Réveillon da Luz (2018/2019), 1º Retiro de Jejum e Silêncio (fevereiro/2019) e 2º Carnaval da Luz (2019). Foram experiências transformadoras! Além de contribuírem com o meu processo de autoconhecimento, as vivências me impulsionaram, por exemplo, a colocar este site no ar. Super recomendo!



SERVIÇO — 3° Carnaval da Luz

- Data: de 22 a 25/02/20

- Local: Unipaz/DF — Park Way, Brasília

- Valor: de R$ 790 a R$ 1.580 (parceláveis)

- Inscrições e mais informações: Leonides Dreveck — (61) 99650-9090

- Instagram: https://www.instagram.com/coletivoamorincondicional

- Facebook: https://www.facebook.com/coletivoamorincondicional/


Atualizado: 29 de Mai de 2019

Quantas vezes você pensou em começar a praticar uma atividade física? Mas, aí vem aquela imagem padrão que costumamos ter de uma academia, não é mesmo?! Sala de musculação embalada por aquele som “tuts tuts” característico e alto; alunos na faixa etária predominante de 20/30 anos; aulas agitadas de jump, boxe, muay thai, cross ou bike spinning; e o zum zum zum de pessoas e professores conversando!


Agora, imagine uma sala ampla e arejada, com iluminação amena e um som ambiente calmo e muitas vezes tocando mantras, alunos de diferentes faixas etárias e uma professora ensinando yoga em voz baixa, pausada e suave. Sim, este lugar existe dentro de algumas academias!

Aqui, vou falar um pouco das aulas de Hatha Yoga da Academia Runway, em Brasília. Os encontros acontecem nas três unidades da academia, duas vezes por semana (de manhã e à tarde) e reúnem uma média de 15 alunos por aula.


“Quando a yoga começou a ser oferecida aqui na Runway, eram cerca de cinco alunos na sala e, geralmente, pessoas com idade acima de 40 anos”, conta Thaísa Cabral. “Este número mais que triplicou e há dias em que cada aula tem até 20 alunos de diferentes faixas etárias”, acrescenta a professora, formada em Yoga pela Organização Ananda Marga (São Paulo) e pela escola Yoga Institute (Mumbai, Índia).

ESTILO DE VIDA – Para Thaísa Cabral, há um nítido crescimento da quantidade de alunos mais jovens na prática de yoga. A professora atribui esta mudança ao interesse das pessoas por “uma forma de vida mais sutil, mais centrada no Eu” e também à influência do marketing publicitário.


“Penso que o chamado 'estilo de vida zen' aliado às imagens de gente bonita e saudável praticando yoga em peças publicitárias também contribuem para este crescimento”, analisa.


Segundo a professora, os benefícios da yoga são diversos e muitos praticantes acabam mudando o jeito de viver, em um aspecto mais amplo.  "Yoga é uma forma de vida. É caminhar do estado denso ao sutil. Tudo começa a sutilizar com a prática de yoga: corpo, alimentação, espiritualidade, pensamentos, consumo, ações”, diz. “Talvez, nem todos os alunos alcancem o conjunto da mudança de vida. Mas, mudanças acontecem e esta é a intensão da yoga", acrescenta Thaísa Cabral.


AS AULAS – O tempo de duração das aulas é de aproximadamente uma hora, iniciando e terminando com pranayama (termo em sânscrito que pode ser traduzido para “controle da respiração, relaxamento”). As asanas (posturas) são orientadas e acompanhada por Thaísa, que sempre estimula os alunos a superarem os desafios do corpo e da mente.


“A yoga nos mostra outros caminhos, outras possibilidades de alcançarmos o que desejamos”, observa a professora.  


Marilete de Melo, 62 nos, pratica yoga na Runway há cerca de 2 anos. "Mudou a minha vida", conta ela.


As aulas de yoga estão incluídas no pacote completo da academia, que também oferece outras "modalidades zen”, como pilates e alongamento.


Vale muito a pena conhecer! Quem sabe você comece pela yoga e acabe experimentado outras atividades oferecidas pela academia!


Alice, minha filha de 7 anos, iria apenas acompanhar minha aula. Mas, não resistiu aos encantos da prática!



SERVIÇO – Yoga na Academia Runway

- Periodicidade: duas vezes por semana

- Onde: em todas as unidades da academia, em Brasília

- Contatos: (61) 3964-3030 / 3342-5000 / 3435-9000

- Site: www.runway.com.br

- Instagram: runwayacademiarun

- Facebook: Runway







©2019  |  eLeve-se.life  | 

  • Preto Ícone Instagram